Deus ouviu o choro do menino

“Sara, porém, viu que o filho que Hagar, a egípcia, dera a Abraão estava rindo de Isaque, e disse a Abraão: “Livre-se daquela escrava e do seu filho, porque ele jamais será herdeiro com o meu filho Isaque”.” Gn. 21:9-10

Mulheres preparando

Quando lemos o livro de Gênesis, muitas vezes não nos damos conta de que há culturas no mundo hoje que estão muito próximas dos costumes relatados ali. Quando um Fulani lê Gênesis 21, seus olhos lhe mostram que o problema é uma querela entre duas esposas do mesmo marido. A poligamia é uma realidade aqui. As mulheres de um marido, não têm todas o mesmo status. Geralmente o status da primeira esposa é superior ao das outras. Nesse sentido Abraão pode ser considerado poligâmico. Além de Sara, ele teve uma relação com Quetura, chamada de sua concubina, e com Hagar, chamada de escrava de Sara. Mas em Gn. 25:6 o texto sagrado fala de suas “concubinas” no plural. Se isso tudo soa como tabu para nós, por aqui é tudo muito normal.
Sua esposa, Sara, ordena-lhe que ele mande embora a outra mulher com seu filho. Abraão é relutante, mas Deus fala com ele e lhe assegura que Ele mesmo cuidará do seu filho. Abraão lhes dá água e provisões e despede-os.
No deserto, a água acaba e a mulher e seu filho esperam a morte. Ela toma distância de seu filho para não ter que vê-lo morrer.
O que Deus faz?
1. ouve o choro do menino
2. abre os olhos da mulher, sua mãe
3. deixa crescer o menino no deserto
É isso que Deus está fazendo hoje, por meio do nosso trabalho aqui. Nós estamos aqui com nossos parceiros porque Deus ouviu o choro das crianças. Ele envia ajuda por causa do Seu amor. Ele trabalha para estabelecer seus planos.
Deus também está abrindo os olhos dos pais dessas crianças para mostrar a eles o meio de salvação. Assim como ele abriu os olhos de Hagar e lhe mostrou o poço de água, ele está abrindo os olhos deles agora.
Em meio à febre de imigração que toma conta de um grande número de africanos que acham que o único jeito de melhorar de vida é deixando seu país. Pois, assim como Deus fez esse menino crescer no deserto, ele pode fazer que seus filhos tenham sucesso sem ter que deixar a sua terra.

Pastor Celso Fonseca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *